quinta-feira, outubro 23, 2008

Flower Power



Holambra vive de flores. É responsável por 80% das exportações e 40% da produção de flores no país. Há duas formar de comercialização:

Os grandes compradores vão ao Veiling (que signifca leilão). Fileiras de carrinhos com flores  circulam em uma espécie de palco, enquanto as informações sobre o preço e a qualidade aparecem em um placar eletrônico. Ao contrário dos leilões convencionais, o preço vai caindo à medida que o carrinho passa.

Os compradores, em geral donos de floriculturas, representantes de redes de supermercados e distribuidores, precisam ser rápidos. O primeiro que apertar o botão, leva a mercadoria. Se demorar, corre o risco de perder a compra. Se antecipar demais, paga mais caro do que deveria. A cada hora passam aproximadamente 4200 carrinhos.


Nós, pequenos mortais, podemos comprar em grandes centros de comercialização. Os maiores são o Garden Center, um pouco antes da entrada da cidade, e o Pronta Flora , no centro.

 Hoje fomos ao Pronta Flora comprar mudas de flores e ervas, substrato, vasos, ou seja, arsenal para o jardim. É incrível a variedade de flores, folhagens, árvores frutíferas ou não, novas ou mais crescidas e robustas. Claro que o mais interessante são as flores. Impossível não se surpreender com os detalhes, combinações de cores e pequenas excentricidades de algumas espécies.

fontes: PEGN e Veiling.

4 comentários:

aminhapele disse...

Lindíssimo e bem cheiroso!
Já tive oportunidade de assistir à Bolsa das Flores,na Holanda,e é inesquecível.

Lígia L. R. disse...

Minha nossa, eu quero ir aí

Codinome Beija-Flor disse...

Faz anos que não vou até Holambra.
Ia sempre para comprar flores, ver a exposição, a chuva de pételas.
Faz tempo... muito tempo mesmo.
Bom ver um pouquinho de "Holambra" aqui.
Abralos

Renato Maluf disse...

Johnny, prezado, resolvi abrir o blog apenas para convidados, e se você aceitar será uma honra recebê-lo no Avesso, ok?
Obrigado!